Ana Hirigoyen

Leia mais sobre mim!

Estilo Meu no Facebook

Estilo Meu no Pinterest

Estilo Meu no Instagram

Parceiros do Blog







10/18/2015 Como acertar ao usar listras
Antes de começar o post, queria explicar a ausência de publicações nas últimas semanas. Isto aconteceu porque tive problemas com o servidor, e fiquei com o sistema do blog fora do ar este tempo todo, sem conseguir ver comentários, postar e editar posts, ou seja,sem conseguir fazer nada, e só resolvi isto hoje, quando a mudança de servidor foi concluída. Ninguém merece, né?! …mas de agora em diante espero não ter mais este tipo de problema e conseguir manter o conteúdo por aqui sempre renovado! Para esta volta da pausa forçada, escolhi um assunto que tenho certeza que é so interesse de muita gente, até porque recebo muitos e-mails com dúvida a respeito disto: listras (minha padronagem favorita).

Sem dúvida, o listrado é a padronagem mais clássica e versátil que existe e virou marca registrada de muitas marcas e até estilos, como o navy, que tem como características principais as listras brancas, azuis e vermelhas.

Apesar de listrado nunca sair de moda e ser indispensável no guarda-roupa feminino, ele gera muitas dúvidas a respeito do que engorda, do que afina, do que alonga, e de que tipo de listra favorece que tipo de corpo… então hoje,vou fazer um post bem completo, explicando tudo a respeito dos diferentes tipos de listras e seus efeitos no visual, mas antes de qualquer coisa, quero ressaltar que estas dicas e regras de estilo valem para quem quer equilibrar proporções.

LISTRAS HORIZONTAIS: As listras horizontais tendem a alargar visualmente e evidenciar a parte do corpo em que está usando esta padronagem, então, deve ser evitada em regiões que você deseja alongar, afinar e disfarçar. Vale lembrar que quanto mais larga a listra, mais ela vai aumentar visualmente.
Para quem funciona? Mulheres que tem o quadril largo e tronco estreito, podem optar por blusas de listras largas, que irão equilibrar visualmente a silhueta… Também funciona no caso contrário: Quem tem corpo triângulo invertido, ou seja, quadril estreito e tronco largo, pode optar por saias listradas.

LISTRAS VERTICAIS: As listras verticais tendem a afinar e alongar visualmente a silhueta, porém para obter este efeito, deve-se optar por listras finas e médias, pois as muito largas podem ter efeito contrário.
Para quem funciona? As baixinhas podem optar por vestidos com este tipo de listra, assim como pessoas que desejam afinar determinadas partes do corpo podem optar por peças com este tipo de padronagem.

LISTRAS DIAGONAIS E ASSIMÉTRICAS: Estes dois tipos de listras são os mais favoráveis e democráticos, pois criam uma ilusão de ótica geralmente favorável para as silhuetas. Por ex: listras de larguras diferentes, listras de sentidos diferentes, misturar linhas horizontais e verticais, etc… esta confusão visual impede que uma única região do corpo fique em evidência, e evita o efeito “alargador” das formas.
Para quem funciona? Em alguns casos, ela é aplicada estrategicamente nas peças, conseguindo um efeito que desenha curvas, então, por exemplo quem não tem cintura, por optar por uma blusa com as laterais em listras verticais de fundi escuro e o centro com listras horizontais ou diagonais, etc.

LISTRAS LARGAS x LISTRAS FINAS: As listras finas não as mais democráticas e podem ser usadas por todas as mulheres, já as listras muito grossas, tanto as horizontais quanto as verticais irão aumentar visualmente a silhueta e chamar a atenção para a região do corpo pode está sendo usada. Na dúvida, opte por listras de média largura!

FUNDO CLARO x FUNDO ESCURO: Este é o princípio básico da linguagem visual “o claro aumenta e o escuro afina” e com o listrado não é diferente (fundo neste caso, é a cor que predomina no listrado).

Estas dicas já ajudam bastante a acertar na hora de usar listras, porém, deve-se levar em conta outros fatores, como modelagem da peça. Então aqui mais algumas dicas e explicações que vão ajudar muito:

“A forma se sobrepõe à cor, padronagem e estampa” Então não adianta por exemplo se você quer disfarçar o tronco, usar uma blusa preta (pois o preto teoricamente afina e diminui) se você optar por uma modelagem estruturada e volumosa. Neste caso por exemplo, uma blusa listrada na modelagem sequinha que favoreça seu tipo de corpo, é melhor escolha do que a blusa preta em modelagem errada.

Cuidado com as regras, casa caso é um caso: Ex: Nem toda peça com listra vertical vai alongar e afinar, pois dependendo da modelagem o efeito pode ser contrário: uma mulher curvilínea que opte por uma saia bandagem de listras largas verticais, vai ressaltar ainda mais o volume e as curvas do quadril ao invés de alongar e afinar.

Este é apenas um exemplo, mas funciona para ilustrar que toda a “teoria” e todas as regras da consultoria para equilibrar proporções são relativas! Não existe verdade absoluta nesta área, pois muitos fatores influenciam no resultado final do visual e podem ser favoráveis ou desfavoráveis, então, nunca se deve pensar nas “regras” isoladamente, e sim pensar em tudo e ver o que melhor se encaixa para seu caso, e é por isto que muitas vezes me questiono a respeito dos guias e manuais de estilo…uma regra mal interpretada pode resultar no efeito oposto ao desejado.
Por Ana Hirigoyen
Aproveite e Comente!
0 comentários
4000